Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!

A influência da mudança climática no sono do idoso

Agnes Masumi Tada
Regiane Suemy Higa


sono O sono é uma função de extrema importância em nosso organismo, principalmente no desencadeamento do bom funcionamento físico e psicológico do idoso que naturalmente pelo relógio biológico sofre um declínio do ciclo vigília- sono.¹ As modificações na quantidade e na qualidade do sono podem ser observadas em 70% dos idosos institucionalizados e em mais da metade dos adultos acima de 65 anos que vivem em casa 4 . Porém um dos fatores que influenciam na alteração do sono é o aquecimento global que por conseqüência acaba modificando a temperatura corporal e o relógio biológico, ocasionando uma desfragmentação do sono ². Os idosos são as principais vítimas dos extremos de temperatura. Existe um equilíbrio homeostático que mantêm a temperatura do corpo constante, mesmo com a variação da temperatura externa, infelizmente este mecanismo torna-se menos eficiente com o avançar da idade ³. Com o efeito do calor nas noites, ocorre uma demora para iniciação do sono, com vários despertares, redução da quantidade de sonhos e sonolência no dia seguinte, afetando a capacidade cognitiva dos idosos, podendo acarretar em problemas mais graves como acidentes (quedas e fraturas) e doenças como depressão e estresse. Não somente o calor, mas também o frio são bem reconhecidos como perturbadores do sono. Em ambientes com temperatura abaixo de 17° C causa sonhos desagradáveis e a alta temperatura pode ocasionar até a morte de um idoso por doenças vasculares, devido as ondas de calor. As ondas de calor são causadas quando há um bloqueio na atmosfera que impede a chegada da umidade a um determinado local, ocasionando uma elevação da pressão, os dias são claros e quentes e as noites são menos frescas. Por fim, cada vez mais, através da resposta direta na saúde, a humanidade se conscientiza sobre o impacto ambiental e sobre a importância de sua preservação


1. BALLONE, G.J. Melatonina. São Paulo. Disponível em . Acesso em: 16/06/2007 2. CEOLIM, M. F. Padrões de atividade e de fragmentação do sono em pessoas idosas. São Paulo. Disponível em http://200.251.180.60/enfermagem/aben/Catalogo/teses/1876.html. Acesso em 16/06/2007 3. RUMEL, D. et al. Infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral associados à alta temperatura e monóxido de carbono em área metropolitana do sudeste do Brasil. São Paulo, v.27, n.1, p. 15-22, fev. 1993 4. GEIBI, Lorena T. Consalter et al. Sono e envelhecimento. Artigos de revisão. Rio Grande do Sul, v. 25, n.3, p. 453-465, set./dez. 2003